Sim, já tinha perdido quase 12kg! grrrr

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Força de vontade ou simples hábito?


Agora há dias, uma cliente elogiou-me pela perda de peso. Aproveitou também para fazer algumas perguntinhas básicas, a que respondi com toda a franqueza. “E que adoçante usa?”, perguntou. Disse-lhe a verdade: vario entre frutose, açúcar normal ou adoçante, conforme o local onde me encontro, apenas para o café. No chá e no leite não uso nada.
“Nada? Nem adoçante?”, perguntou espantada. “Nada, nunca usei açúcar nessas coisas, não fui habituada”. “Ai mas deve custar muito, não poder pôr açúcar… e bebe o chá mesmo azedo? Coitada, a dieta custa muito…”

Ao fim de um breve diálogo, desisti. Porquê? Porque ela nunca iria acreditar que eu não uso açúcar por gosto próprio. Procurava uma dieta, uma doença, uma qualquer explicação. “Mas a sua mãe não lhe punha açúcar no leite?”. “Não.” “Coitadinha, ficava triste, não ficava?” uuuuuufffff

Isto fez-me pensar numa coisa: avaliamos o esforço dos outros a partir do nosso próprio esforço. Para muita gente em dieta, o facto de eu nunca ter bebido chá com açúcar (excepto de limão, nas constipações) é algo difícil de acreditar. Acham sempre que tenho uma grande força de vontade e tal. Mentira, claro! Como pode ser esforço algo que aprendi em bebé??? Aliás: como raio se põe açúcar no chá, não me explicam? Hum??? Então a ideia não é apreciar o aroma e paladar da planta???

A mesma coisa vale para a natação. “ah, que disciplina, ir nadar às 8 da manhã!”. Balelas, claro. Eu adoro nadar, a minha paixão pela natação é muito anterior aos problemas de peso! Ainda por cima, faço parte daquele grupo odiado de pessoas que acordam bem dispostas e que se animam ao mínimo raio de sol.

Agora: ponham-me numa esteira aí às 8 da noite… ou naquelas máquinas que simulam remo, ou ski, ou lá que é, que eu nem sei usar… Aqui o “modelo de disciplina” mostraria o quão preguiçosa, sonolenta e descoordenada consegue ser.
É tudo uma questão de perspectiva!

A minha mãe nunca pôs açúcar no meu leite ou chá, na salada de fruta… bolos só em épocas festivas, essas coisas. Por isso enjoo facilmente com a maioria dos doces. O meu paladar não foi “programado” para querer cada vez mais doce. Gosto bastante de alguns doces, mas diria que 80 % me passam completamente ao lado.

Recolher louros por coisas que dependem da educação que tive e não de um esforço pessoal, parece-me injusto.

Eu gosto mesmo é de comida “a sério”. O meu problema não é esforçar-me para não comer um pacote de biscoitos. Eu luto é para não ir comer a sopa de feijão, o arroz solto de tomate, o esparguete com molho, a batata a murro… Petiscos? queijo, azeitonas, pão... nham nham

Só me considerarei livre da gula no dia em que for capaz de olhar para uma posta à Mirandesa e pensar “que horror, quero algo mais leve!” . Tá bem, abelha… continua a sonhar!


Resumindo: descubram os vossos pontos fortes e trabalhem os fracos. Isto demora mas resulta!

17 comentários:

Estela disse...

Verdade, verdadinha...o que aqui está escrito!!!
E, mesmo aquilo que não fomos habituadas desde pequenas, só depende de nós, o criar novos habitos, o educar o nosso paladar...
E, com exemplo, eu (que não sou como tu e gosto, não sou fanática, mas gosto bastante de doces), agora noto que enjoo se como algo muito doce...resultado da educação à qual tenho submetido o meu paladar!!!

Flávia disse...

Pois então...

Também me sinto assim quando as pessoas acham que fiz mil sacrifícios para emagrecer, quando, na verdade me sacrificava estando gorda!

Mas olha, ainda bem, que podemos mudar os nossos hábitos, independentemente dos que adquirimos ou não na infância.

Beijos

Tágide disse...

Olha descobri o teu blog depois da Luna Leve que ter oferecido o presente virtual e vim te fazer uma visitinha e o teu post de hj tem muito a ver comigo, nunca adocei o café ou o chá, detesto leite com açúcar, nem sei se a minha mãe me habituo assim, mas sou assim.
Bolachas só como as Maria e de água e sal, bolos dispenso, chocolate se tenho como mas não ando perdida para comê-lo enfim,
Pelo-me mesmo é por um pãozinho alentejano, os petiscos, a cervejinha aiiiiiiiiiiii meu deus.
Bem não gosto de azeitonas nem queijo mas teu pena mesmo, mas é defeito de família. Olha vou passar a visitar-te. Já gostei. Beijufas

Gô! disse...

Eu bem que tinha uma teoria que dizia que é melhor não colocar açúcar na frente de uma criança!

Eu bem que fico louca com minha cunhada dando refrigerante para a filha de dois anos!

Afinal, já temos tanta coisa pra pensar! Melhor é não viciar a criança desde cedo! Ela que se vicie depois, se for o caso...

Aqui em casa tudo sempre foi bem doce. Mas eu já estava começando a me habiturar a não colocar açúcar nos sucos por pura preguiça de colocar. No meu serviço o suco era sem açúcar.....

Hoje eu prefiro sem açúcar, pelo gosto da fruta!

Agora, considere-me do grupo dos odiadores das pessoas que acordam e já acordam! Eu demoro bem algumas horas para "ligar" o cérebro!

Beijos

Vania disse...

Muito legal sua reflexão!!! Já eu, amiga, adooooooooro açucar até mesmo puro (e, viche, que blasfêmia, já adocei até chá de camomila... mas estou mudando isso, agora tomo todos sem açucar exceto o chá mate que coloco adoçante... ninguém é perfeito, não é mesmo?!).

O pior é que quando vejo uma picanha também fico salivando...

E uma massa bem feita...

Enfim, sou o tipo que engordou porque goooooooooossssssssta de comer de tudo!!!

Mas estou aprendendo a diminuir porçoes, resistir a tentações, enfim, fiquei 30 anos cedendo agora dá pra fazer um esforcito, não é?!

Obrigada pela força, e pela inspiração...

Seu blog não aparece no seu perfil???

Bj

Vania disse...

Agora me esclareça uma dúvida, é vc que me visita ou existe outra Papoila??? Quando clico no seu nome não aparece blog... mas é tu ou não é??? Agora fique com "a pulga atrás da orelha"... seja como for, gosto do seu blog... mas se existir outra Papoila preciso saber o endereço dela (rsssss).

Cristiana disse...

Gostei muito do que li!
Concordo contigo qdo dizes que não é esforço, para ti, beber o tal leite ou café sem o açúcar, já que foste habituada a tal....
No entanto, essa senhora tb se pode habituar..... Custa sim, as primeiras vezes.... mas depois torna-se um habito.... Eu por mim falo. E depois os resultados compensam e adquiriu-se mais um hábito e desta vez saudável.

beijocas e bom fim de semana

Ana Sofia disse...

ora aí tá um boa técnica! Reconhecer os pontos fortes! Huummm, axo k vou fazer uma análise relativamente a ixo!!!! Plo menos um dos meus pontos fortes é comum ctg: eu n uso açucar nm no leite, nem no chá nem em nd! Pura e simplsmte n adoço o k me fez gradualmnt aprender a gostar do saor das coisas. E isto dd há mts anos. Por ixo mm sei distinguir um bom dum mau café... N tenho lá nd k lh disfarce o sabor!

Bj e bom findi

disse...

Tem razão, Pá, é o mesmo que dar parabéns a alguém por ser "linda" por natureza. Elogiar por manter uma "herança" tão diferente do que se impõe hoje em hábitos alimentares já é outra coisa. Nesse caso vc merece sim os parabéns. Bjs e ótimo final de semana. Zá.

gotinha disse...

Mais uma vez concordo com o que escreves... O Paladar educa-se...como a tua mãe cosciente ou incosciêntemente te fez...Acreditas que cá em casa não há açucar para nada o maximo é frutose só para uso culinário...mas isto aconteceu depois de alguns anos uma imposição minha ás crianças quando nasceram, eles tem muito tempo de comer guloseimas...e se forem acostumadas desde cedo a não ingerir açucares extra será mais facíl resistir em adultos (Os meus filhos por exemplo pura e simplesmente não gostam de bolos de chocolate nem kinders nem nada dessas coisas...Eu fico muitas vezes espantada que ás 9h da manhã mães levem os miúdos ao infantário de chupa na boca só porque fizeram birra e nem o pequeno almoço tomaram, não entendo prontos!!
BOM FIM DE SEMANA !!

Miss Butterfly disse...

Q reflexão perfeita! Ser realista, ter auto-conhecimento e não ser egocêntrica é tudo! Parabéns, sua humildade e simplicidade são muito bonitas e ajudam muito a gente que lê seus posts. Bom fim de semana!

Marisa disse...

Eu sou tal e qual. Incapaz de beber um chá ou afim com açúcar ou qualquer tipo de adoçante. Não sei se são só hábitos aprendidos (apesar disso ajudar muito), às vezes, tem mesmo a ver com o nosso paladar. A minha mãe tinha a mania de me colocar açúcar no leite. Era muito pequena quando enjoei completamente o leite. Ela tentou chocolates em pó a ver se aquilo passava. Só passou quando me deu o leite simples. O que me enjoava era o doce. É claro que ao longo da vida fartei-me de ouvir esse tipo comentários. Quando era mais nova e não tinha problemas de peso, havia sempre quem achasse que eu devia ter a mania das dietas. Imagina beber um café sem açucar?! rs

Curiosamente, sou muito mais gulosa com sobremesas e bolinhos agora em adulta. Mas continua a não ser a minha perdição e, fora algumas excepções, se tiverem açúcar a mais nem consigo comer. É à conta disso que não suporto coisas como bolos de pastelaria. Agora tudo o que é salgado e salgadinho...ui. É a desgraça completa! rs

Beijinhos

Elisa Albuquerque disse...

realmente ha pessoas execraveis... mas qual o problema de beber chá sem açucar... parece que somos mm de outro planeta...passa-se isso comigo sempre qdo vou ao café... quer açucar ou adoçante e eu nada e colher quer??? aiiiiiiiiiiiiii
bem linda... beijinhos grandes e bom fim de semana para ti

Victória disse...

Eu também não uso açúcar no chá no leite ou no café, nem adoçante uso, é um hábito que adquiri com o tempo, não fui assim habituada,comecei há uns anos, tinha uma amiga que não usava nada pra adoçar o café e e achava que pra mim seria impossível,mas vai daí experimentei, primeiro custou-me, mas depois habituei-me, é aquela coisa do primeiro estranha-se, depois entranha-se. E agora se me servirem algo com açúcar eu pura e simlesmente não consigo beber, enjoa-me, por minímo que seja e se for adoçante ainda pior, até vomito! Mas para as outras pessoas, quando vou tomar café com elas não lhes parece normal, porque vêem que estou gorda e devem achar que só o faço em público e que em casa é pôr acúcar com força, mas não! É mesmo um bom hábito, um ponto forte, tal como referes! Tenho também em comum contigo o problema da comida a "sério" o meu ponto fraco portanto, no qual vou trabalhar! Bjs e bom fim de semana

Anónimo disse...

Olá,
Uma brasileira que descobriu seu blog ha pouco tempo. Muito bom. Beijinhos!
Borboleta
http://quasesecreto.wordpress.com/

Crista disse...

Isso tb. me acontece Papoila, quando peço um café acham super estranho não usar açucar ou adoçante. O mesmo acontece nos chás, detesto o sabor doce ou amargo/doce desses produtos nas bebidas. Pra mim café tem de ser puro!!! Chá nem se fala.

Deixo beijos e votos de um bom fim de semana.

Tágide disse...

Passei para te desejar uma óptima semana.
Beijufas