Sim, já tinha perdido quase 12kg! grrrr

sábado, 17 de novembro de 2007

Dieta ou Reeducação Alimentar?

Qual a diferença entre fazer Reeducação Alimentar e Dieta? São sinónimos?

Tenho andado a pensar nisto e cheguei à conclusão que faço dieta e não RA.

Para mim, a RA destina-se a pessoas com maus hábitos alimentares graves: não comer sopa, não gostar de salada, beber refrigerantes a toda a hora, ser incapaz de comer legumes cozidos, comer sistematicamente junk food, não beber água, ter a convicção que sobremesa é sempre doce, enfim, poderia acrescentar outros itens a esta lista…

Este não é, nem nunca foi o meu caso. Adoro vegetais e fruta desde miúda, sempre comi sopa regularmente (e faço-as deliciosas…), dificilmente troco água por refrigerante, raramente vou ao MacDonalds e sou incapaz de comer os gelados deles, por exemplo.

Uma pessoa que tenha maus hábitos e que esteja muito acima do peso, quando em dieta emagrece facilmente os primeiros quilos, não é? Basta cortar com porcarias e comer saudavelmente para ver resultados fantásticos em poucas semanas. E depois? Depois o corpo habitua-se à comida saudável e começa a “resistir”. Daí que os últimos quilos de uma dieta sejam os mais difíceis de perder. Já não há açúcares nem gorduras para cortar em grande quantidade, a perda de peso torna-se lenta… e desesperante, em muitos casos.
Depois de “reeducada”, a pessoa passa a ter que fazer dieta. Isto é, a cortar mesmo nas quantidades.

Quando eu era miúda, a minha mãe teve problemas graves de tiróide. A juntar a isto, o meu pai tinha uma úlcera nervosa, cortesia do Exército que o enviou para uma guerra que não era dele. Adiante.
O que interessa: em minha casa, a comida era muito saudável, com poucas gorduras, sem tempero forte, refrigerantes ou bolos só em dias de festa. Comi sempre sopa, legumes cozidos, peixe com fartura, água às refeições. Eu só gostava de vitela e frango, recusava-me a comer carne de porco, por exemplo. Peixe, sempre comi todos sem problemas. A minha mãe nunca me deixou comer Tulicreme, mortadela e outras coisas do género. Vocês acreditam que eu trocava com uma colega da escola o pão? Ela dava-me o dela com Planta e comia o meu com manteiga Primor. Às vezes, ela levava mortadela e dava-me um bocadinho….Escusado será dizer que éramos todos magros, sem ponta de banha. E saudáveis, claro. Tive a primeira gripe aos 22 anos!

Esta alimentação ficou-me de base, posso fazer asneiras (e faço…), mas a minha alimentação base é saudável sem esforço, sem neuras.
Então porque estou gorda?
Em primeiro lugar, porque como demais. Esta para mim é óbvia, apesar de não o ser para as pessoas que me rodeiam e que comem muito mais do que eu sem consequências. Em segundo lugar porque devido à medicação que tomei para o meu problema hormonal, o meu corpo não é o mesmo.

Aqui é que a coisa complica. Durante anos, achei que se os medicamentos me fizeram engordar, teriam de me fazer emagrecer. Mais nada!
Depois de ter passado anos a brincar aos io-ios, estou decidida a emagrecer por mim, pelo meu esforço. Sem medicação ou restrições malucas, do tipo passar uma semana a sopa de aipo. E quem nunca fez uma palermice destas, que atire a primeira pedra!

Muitas pessoas me dizem que para mim é fácil fazer dieta porque gosto de vegetais. Puro engano, também me é difícil e muito.

Tenho que cortar muito no pão, no queijo, na colher extra de arroz, mesmo os biscoitos light estão fora das minhas possibilidades. Coisas simples a que a maioria das pessoas magras nem dá atenção. Eu tenho de ser vigilante.
Sou perfeitamente capaz de comer uma sopa e a seguir um prato de arroz ou massa. Ou um bom bife ou outra coisa qualquer. Pior: nem sequer sou uma enojadinha.

Estes 4 ou 5 quilos que perdi (dependendo da balança…) foram lentos. E sempre que ultrapasso a dose de 2 colheres de sopa de arroz, uma batata média, um bife do tamanho da palma da mão, pão e meio por dia (integral), queijo só do magro, o peso estaciona logo. Se como um extra, perfeitamente admissível até para outras pessoas em dieta, ganho peso.

Por isso digo que faço dieta e não reeducação alimentar. Exceptuando o queijo, que já só como magro, não tenho nenhum vício alimentar grave. Não tenho que fechar os olhos e sonhar com uma praia tropical para comer um prato de sopa. Nunca olhei para uma salada como um castigo. Não sonho com buffets de 457 pizas/carnes/whatever diferentes. Passo na secção de refrigerantes e sumos sem problemas, prefiro mesmo água. (ou vinho, mas isso é outra estória…eheheh). Gosto de chocolate puro mas odeio pralines e trufas, 90% dos bombons passam-me ao lado...

Deveria ser mais fácil, certo? Mas não é…


Adenda para as amigas do Brasil: Tulicreme é um creme de chocolate para barrar o pão. Uma versão mais económica da Nutella. (alguém sabe se ainda existe?) Planta é uma margarina, antigamente era super salgada e apetitosa. A minha mãe sempre teve a mania que era feita de restos de ossos… lol
ps - agora que o frio se instalou, alguém quer a receita de uma sopa de feijão vermelho com poucas calorias e deliciosa?

8 comentários:

disse...

Oi Papis, eu concordo em gênero, número e grau com o que vc escreveu. Chega uma hora que temos que cortar quantidades, mesmo já estando ou sempre termos sido "educadas" a comer as qualidades corretas de alimentos. Sempre que começo a emagracer começo cortando quantidades e a perda é mais rápida. Naturalmente vamos tendendo a comer coisas mais saudáveis, que são as que engordam menos (se consumidas nas qtdades corretas). No fim de tudo vem o impasse do peso, que estaciona. Então a fórmula passa a ser comer certo e pouco. Para sempre!!! É isso aí, vc matou a pau! Em maio desse ano tb fiz uma reflexão sobre dieta X RA, mas mais do ponto de vista "filosofal". O seu é mais pragmático. Se quiser vê-lo, acesse: http://zalight.blogspot.com/2007/05/dando-corda-pr-me-enforcar.html
Bjs e sigamos cortando o que for possível, mas não mexam no nosso vinho e queijos, please! Zá

Crazy Cat Lady disse...

Oi papoila.
Concordei com algumas coisas, não com outras.
Não concordo com o dizeres que os últimos quilos só se vão embora reduzindo a comida, eu perdi os últimos quilos a aumentar as quantidades mensalmente. claro que foi mais lento que inicialmente pq antes só comia porcaria, mas ao início se for RA há muita retenção de líquidos a perder, o estômago está dilatado das quantidades de comida e refrigerantes, e isso são coisas que com exercício e alimentação correcta vão logo embora. os últimos quilos, eu nem fazia muita questão de os perder, acho que até fiz uns posts qd estava com 58-60 kilos, que para mim já era suficiente, mas para o meu corpo aparentemente era demais que mesmo a aumentar as quantidades e o número de vezes que comia o peso só estabilizou nos 54-55, sempre rodeada de pessoas desagradáveis a dizerem-me que estava a comer imenso e assim ia engordar outra vez ou que estava magríssima e assim ia desaparecer (curiosamente algumas pessoas diziam-me ambos: que ia engordar e desaparecer , deviam achar que ia explodir só pode) e cuja solução alimentar para mim seria comer pouco + uns docinhos.

O teu caso é de facto mais chato, o teu metabolismo deve estar a dar para o baixo depois de tanta medicação e variações de peso, e mesmo um médico te passaria uma dieta de baixas calorias (que a maioria das pessoas não deveria ter feito nunca na vida, mas é mt comum ver em pessoas que nem excesso de peso têem).Como (infelizmente) vais a médicos mts vezes, suponho que agora estejas em condições físicas de perder peso e portanto é manteres-te firme na dieta.
bjs**

Papoila disse...

Cat,
Nem imaginas a cambada de médicos doidos que já apanhei. Com 70 kilos tive uma endocrinologista q me sugeriu lipoaspiração pk estava demasiado gorda. (Hospital privado, claro)Tb me disse q nunca deixaria de tomar a medicação do fígado e deixei pouco depois e tenho-me aguentado bem.

A última nutricionista a que fui só falava em cortar doces, refrigerantes e tal. Badamerda. Porque raio nunca acreditam em mim? Mas deixei-a porque n estava para pagar a uma gaja q n acreditava em mim e ainda por cima escreveu no meu plano alimentar "evitar cueijo". Que raio de nutri estreve queijo dessa forma???? onde tirou o curso, carago??? além disso o plano tinha aí 1800 cal/dia, demasiado para mim.

Sabem que mais? isto hoje tá paradito, vou aproveitar para ir cortar o cabelo e entrar um cadinho mais cedo em fim de semana :)

Crista disse...

Olá papoila,
Que bom encontrar uma vizinha. Sou de Ovar e tb. estou em processo de dieta e de RA.
Vi o teu link no blog da Zá (que eu adoro).
Espero que fiquemos amigas.
Um abraço e bom domingo
Crista

Muffin de Chocolate disse...

"Uma pessoa que tenha maus hábitos e que esteja muito acima do peso, quando em dieta emagrece facilmente os primeiros quilos, não é? Basta cortar com porcarias e comer saudavelmente para ver resultados fantásticos em poucas semanas." Concordo, é o que tem acontecido comigo. Tenho medo realmente de parar de emagrecer com esta rapidez. Sei que isso vai acontecer, parar não digo, mas vai abrendar. Tenho esperança de que se continuar a comer de forma saudável vá perder os quilos todos que tenho para perder (ainda me faltam 29...) sem ter de cortar ainda mais nas quantidades. Acredito que o teu metabolismo esteja todo alterado e por isso tenhas dificuldades. Infelizmente as drogas que tiveste de tomar tiveram efeitos negativos no teu corpo. :/

Beijos, Sandra

Muffin de Chocolate disse...

Se calhar sou uma ignorante nesta matéria (que é o mais provável...) mas acredito que não vou ter de cortar drasticamente nas quantidades e manter-me assim para sempre. Credo, espero que não...eu acho que no fundo acredito que depois de emagrecer vou poder comer tudo o que quiser. Pois sim...

:/ Eu que gosto tanto de "cueijo"...:/

Beijos!

Ana Sofia disse...

bem... eu devo confexar k me enkuadro em ambos os quadros: o da RA e o da dieta. Talvez não em qualidade, mas sp tiv um xtupida tendencia p abusar em qtd.
P alem dixo, kd kuase comecei a enloukecer por causa d uma peso k teimava em subir ganhei péssimos hábitos: não comer pequeno almoço, passar horas infinitas sem comer...
Coisas axim. Pago hj pelos erros de outrora. Pago plo metabolismo de merda k tenho e plos problemas hormonais k sp tiv. por ixo, p além da dieta em k tenho tido tendencia p diminuir kuantidades e tntado ser racional, tb tenho feito RA, no sentido d habituar o meu corpo a comer decentemnt s/ estrebuxar mt.
BJs

Gordinha disse...

OI!

COncordei completamente! E eu ainda acho que RA não emagrece ninguem! Só deixa mais saudável! Tá, ninguem também é exagero meu... mas é bem isso que você falou. Tem que ter uma alimentação muito ruim e ser bem gordo para emagrecer só com RA.

E tem mais, quem conta pontos, calorias, ou qualquer outro método de contagem não está em RA e sim em dieta.

Eu até me sinto mais confortável dizendo que faço dieta do que dizendo que faço RA.

Mas ra tem duas letras, e dieta tem 5... heheh é mais fácil escrever ra!

AHAHAH

Beijão! E sorte aí com as sopas nham nham! Ah! A de feijão vermelho eu passo! A menos que feijão vermelho não seja feijão. não gosto de sopa de feijão =P