Sim, já tinha perdido quase 12kg! grrrr

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Do Desporto

Comecei a praticar desporto quando era uma criança magrinha. Continuei pela adolescência fora e, exceptuando um ou outro período de lesões (sou a campeã das quedas ridículas…) ou por problemas dermatológicos, o desporto foi sempre uma constante na minha vida.

Digo desporto e não exercício físico porque a palavra “exercício” me lembra sempre dever, obrigação. Como quando passava horas a conjugar verbos franceses. Desporto é diversão, é bem estar.

Durante anos pratiquei aeróbica, step e body combat, mas agora os desportos de alto impacto estão-me vedados. Tive então que procurar alternativas e encontrei primeiro a hidroginástica e mais tarde o pilates. A natação nem conta, já que sempre a pratiquei como “controle da neura”! Para mim nadar não é desporto, é necessidade psicológica!

E isto vem tudo a propósito de quê? Do desânimo que vejo por muitos blogs relativamente à prática de desporto. Como se ir ao ginásio fosse assim algo parecido com ir para o matadouro…
Pessoas com dinheiro e condições físicas para frequentarem as aulas que querem e ficam ali, a lastimarem-se porque têm que mexer o rabo para emagrecer.

Parece-me que há aqui dois problemas:
a) associam o desporto à perda de gordura e não a uma estilo de vida mais saudável
b) escolhem a modalidade que mais resultados rápidos promete

Quanto ao primeiro ponto, suponho que é uma questão de educação. Quem praticou desporto desde miúda lembra-se bem do divertido que era correr as mini maratonas escolares ou dar uma abada à turma rival. Saltar, correr, jogar um jogo de bola eram prazer, não obrigação. Eu tenho saudades dos tempos que pulava muros armada em cabrita montanhesa! (trepava uma rede de 2,5 mts para ir comprar revistas ao quiosque nas traseiras do liceu. Porquê? Ora… porque ir à volta demorava… lol)

Relativamente ao segundo ponto: eu sei que os exercícios cardiovasculares nas máquinas são excelentes. Mas sou incapaz de os fazer, já tentei e desisti sempre. E aprendi a lição: não há maneira de me pôr a correr numa passadeira ou a pedalar numa bicicleta estática, virada para uma parede. Não funciona comigo.
Ir para um ginásio sozinha e fazer exercícios sozinha em máquinas é aborrecido e desmotivante. Pelo menos para mim.
Então, tenho mais é que procurar algo de que eu goste, mesmo que os resultados não sejam tão visíveis em X tempo. Eu sei que gosto de ir para o ginásio e ter uma turma mais ou menos constante, de conhecer pessoas, de animar e ser animada e até de me rir. Gosto de água, gosto de caminhar.

Creio que é isso que falta a muita gente: procurar algo de que realmente gostem e não aquilo que é suposto ser mais eficaz na perda de peso e/ou transformação do corpo.
Porque não desistimos tão facilmente daquilo que gostamos e que é fonte de prazer, certo??


Ps – quarta-feira vou a uma aula de pilates, se gostar inscrevo-me. É só uma vez por semana, mas com a natação o ramalhete vai-se compondo…

9 comentários:

Flávia disse...

Oi Papoila!

Adorei o seu post e concordo com tudo! Eu fiz esportes a infância e a adolescência toda, depois que parei comecei a engordar. Eu sou das loucas que conseguem ficar horas na esteira ou na bicicleta ergométrica pensando na vida! kkk
Acho que exercício é uma meditação ativa.
Muitas pesssoas que querem emagrecer nem TENTAM encontrar um esporte que as agrade! Simplesmente começam a comer como passarinho, ou como vc disse, vão atrás da modalidade que queime mais em menos tempo. Essas nunca vão descobrir o prazer do exercício e assim que atingirem o peso desajado vão parar de fazer...e engordar tudo denovo.
É uma pena....

Um beijo e obrigada pela visita!

disse...

Oi Pá, acabei de ler o post da Flávia aí de cima onde ela fala exatamente sobre o mesmo que vc. Eu preciso fazer com o desporto ou exercício físico a mesma reeducação que fiz na alimentação. Com vista a saúde, mais do que à perda de peso, já que hoje esse não é mais meu grande dilema. Já consegui praticar por períodos longos que sempre são interrompidos pelas férias escolares. Já me perguntei várias vezes se uso isso como desculpa ou se é fato que fico impossibilitada de praticar regularmente nessa época. Mas o fato é que eu concordo e tenho plena consciência da necessidade pela manutenção da saúde e até pelo tônus vital que proporciona. Me diga então, por que eu protelo tanto prá retomar? Bjs Zá

Muffin de Chocolate disse...

Olá Papoila!

Como sempre, adorei o teu post. Concordo com tudo o que dizes, de uma ponta até à outra.

Em criança pratiquei natação e recordo com saudades esse tempo. Adorava os dias "de ir à piscina", a minha mãe a assistir, a levar-me para o balneário, a secar-me o cabelo...ainda hoje tenho amigos que fiz nas aulas de natação.

Infelizmente aos 13 anos saí...mudei de escola, a minha mãe mudou o local de trabalho...

Ficou aquele bichinho, adoro estar na água e hoje em dia as aulas de hidro fazem-me reviver um pouco aqueles tempos.

Gosto de praticar desporto, mas confesso que quando estava com muito mais peso a mais era doloroso... :( Agora sinto-me muito melhor, gosto de estar no meu ginásio, já vou conhecendo as pessoas, os professores e o ambiente é bem familiar, o que só incentiva!

Enfim, o cardio...é aquele problema. EU ODEIO CARDIO! No entanto, tento seguir aquilo que o professor que me avaliou disse... em Abril vou mudar, vou fazer a (re)avaliação física e se ele deixar, vou praticar coisas diferentes...já estou mesmo a ver...o bom tempo, novas actividades no ginásio...weeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!

LOOOOL

Estou com esta pica toda pois cheguei há pouco da aula de hidro :P

Beijocas e boa aula de Pilates! Espero que gostes e que consigas inscrever-te!

Sandra

Su disse...

Eu pelo contrário em criança não me mexia nem por nada... Tinha sempre 3 a educação física e só porque tinha 5 ao resto das disciplinas (senão acho que tinha negativa).

No entanto andei na natação desde pequena e até fui federada (fiz pré-competição), mas andava lá contrariada.

Sempre pensei que eu não fui feita para me mexer, ginásios para mim eram a tortura... até que descobri a Dança! Agora danço todos os dias 2h, 6 dias por semana e cada dia que tenho de faltar por algum motivo, é um martírio pra mim!

Sou apologista do "toda a gente consegue fazer exercício e manter-se a fazê-lo, têm é de encontrar um que seja motivante"!

5 estrelas o teu post! Espero que fiques no Pilates :)

Ana Sofia disse...

é claro que o desporto leva a uma condição de vida + saudável e só tnh a concordar c este teu post...
No geral, axo k o important é gostar-se de manter alguma actividade física. è claro k a mim m acontece mtas xs fazer um frete p ir p o gymn, mas n há nd mlhor k sair d lá c a sensação d k o k fizémos nos fez sntir bem. é d facto tanto + fácil fazer desport kt + gostarmos da actividade em kestão. Gosto de fazer exercicio. Indpndentmnt da vontad c k entro no gymn, a snsação c k d lá saio é sp excelent...Mas isto pk fiz exercício em pekena e durant mts anos. Talx nest momento m sinta bem pk antigamnt já mxia o rabo... D kk forma ainda n praico a actividade k + gostaria d praticar: danças latinas. E isto pk nm td o tipo d desporto é conselhado a td o tipo d pxoas e kd a mnha actividad s limitava à caminhada e kis incluir outra modalidade (estava então c 80 kgs) me foi aconselhado (por um médico) algo + especifico p keima d calorias e menos tonificante (c o caso da dança...

ximiusa disse...

pois eu também concordo com o que escrevest.
é bem verdade.
mas o exercicio quase spe andou longe d mim, fora a nataçao k fiz até ficar bolinha p volta dos 10 anos, ants d ter crescido.
entao andei num ginasio aos 19 e voltei agora em desespero d causa, em 2006.
entretanto estou farta fartinha, andar ali numa maquina num ambiente estupido.
encontrar alternativas,,, pois, importa é nao viver no guetto!
enfim,,,

Gô! disse...

Eu nõa concordo com você!

Eu nunca gostei de esportes. Sempre achei um saco ficar correndo atrás de uma bola só para ver quem conseguia tacar ela primeiro no gol.
Gostei um pouquinho mais de ser goleira. Mas eu gostava mesmo de ser a única menina que se dedicava no gol e por isso conseguia pegar uma bola ou outra.

Eu não gosto de esportes, e prefiro fazer minha caminhada sozinha. As aulas de hidroginástica que freqüento até são divertidas, mas eu não quero uma atividade física para me divertir, e sim para melhorar meus músculos, então sempre fico um pouco frustrada.

Bom. Eu concordo que temos que encontrar uma atividade da qual gostemos. Até aceito que atividade física é para a saúde, apesar de não ter muita certeza....

Sobre casamento. Olha, eu não tenho paciência nem tempo para gastar com combinação entre recheio de bolo e cor do vestido! Eu heim

Beijão

Ana Bastos disse...

gostei do teu post! Muito elucidativo, sobre desporto. Infelizmente nunca fiz desporto, e acho que muita falta faz...
Agora já faço umas caminhadas, bicicleta;

(já tomaste a silicea? e o complexo vit B ? acho que ajudave, nas unhitas...)

bjinhus e boa semana!!!

Gabriela disse...

Passem no site http://www.rituais.net/RITUAISDEACTIVIDADEFÍSICA/TreinodeForça/tabid/74/Default.aspx ... é ideal para dicas sobre como exercitar cada músculo com os exercícios mais indicados.
Aproveitem para fazer o registo no site, fornece dicas super interessantes para quem quer ter um alimentação saudável e para quem quer estar em forma...
Bons exercícios!